Retrospectiva Do Funk 2022

Retrospectiva Do Funk 2022

O BatalhaFUNK celebra o fim de 2022 com a retrospectiva do funk e dos ritmos que formam o time da musica urbana brasileira, com todos os acontecimentos que impulsionaram o crescimento da plataforma. E olha, muitas coisas aconteceram durante esses quase 365 dias, hein?

Pois o ano de 2022 foi um ano sensacional para a música urbana do Brasil, recheado de acontecimentos históricos, quebra de recordes e de barreiras, onde podemos tratar como o melhor ano para a cena.

O funk chegou ao topo das paradas no Brasil, com as músicas e artistas mais ouvidos no país, o Trap Nacional se consolidando como o ritmo preferido dos jovens, o crescimento do Brega Funk e do Trap Nerd.

Acontecimentos esses que foram responsáveis por um grande crescimento de toda música urbana, possibilitando a criação de novas oportunidades, para jovens da periferia que muitas vezes recebem poucas oportunidades para vencerem na vida.

Saiba Mais Sobre: GUIA DE MÍDIA SOCIAL PARA ARTISTAS – #BatalhaFUNK

artista mais ouvido do spotify
(Foto Reprodução / @batalhFUNK)

O BatalhaFUNK que inclusive é uma plataforma gerada dessa evolução da música urbana, sendo fruto de uma oportunidade que se tornou uma ideia para ajudar jovens a realizarem seus sonhos na música.

Um lugar onde pessoas podem gravar músicas, se conectar com produtores, empresários e outros MCs para realizar um feat ou até mesmo uma batalha de rima, é uma ótima ferramenta para desenvolver ou até mesmo começar uma carreira.

Com 2 anos de atividades, o BatalhaFUNK segue sua jornada de crescimento paralelo com o desenvolvimento da música urbana no Brasil. 

Retrospectiva do BatalhaFUNK em 2022

O aplicativo atingiu a importante marca de +200 mil downloads, com mais de 20 mil músicas gravadas por MCs de todos os estados do Brasil.

Tendo os Rankings de Top Músicas, Top Batalhas e Top Funkeiros bem disputados por seus usuários que brigam por todas as 100 posições do Ranking, para chegarem no Top 1. 

Em 2023 é esperada uma grande evolução, com novos recursos e opções que vão melhorar ainda mais a experiência dos usuários. 

Parcerias e Colaborações

Um passo importante para o crescimento do BatalhaFUNK, foi a colaboração de novos parceiros que se identificaram com a proposta do aplicativo e realizaram algumas ações em conjunto.

Ações comerciais e sociais que agregaram na cena da música urbana com páginas famosas do instagram como Reels Favela, e do maior baile de São Paulo, Baile da DZ7 e também com um dos o maiores portais de notícias de Trap e Funk Nerd do Youtube, o canal Zero React.

Novos DJ e Produtores 

Hoje o BatalhaFUNK oferece uma grande variedade de beats e instrumentais para serem utilizados de forma gratuita por seus usuários para gravar músicas e realizarem batalhas de rimas. 

São mais de 400 Beats dos maiores produtores de Funk, Trap, Rap e Brega Funk. Grandes nomes que chegaram para somar como DJ Rafael do Gueto, 048 Beatz, RG no Beat, Prod. Koki, Nove HRQ, DeVJ entre outros nomes já consolidados no app. 

Produção de MCs Usuários do BatalhaFUNK

O BatalhaFUNK em uma de suas ações sociais, promoveu uma ação em que premiou 4 MCs com uma produção musical completa. Os MCs vencedores, ganharam gravação da capela, produção musical e a distribuição nas plataformas digitais.

Em colaboração com a DZ7 Produções e o DJ PSK Beat, o projeto tem data de lançamento prevista para Janeiro de 2023.

Mais ações como esta estão previstas para 2023, fique de olho e participe.

Evolução do Blog de Notícias

O portal de notícias do BatalhaFUNK teve um crescimento acelerado durante o ano de 2022, chegando a ter +11 mil acessos mensais em seus conteúdos, totalmente orgânico.

Conteúdos que trazem informações atualizadas sobre a cena atual da música urbana, relatos do passado, tendências do futuro, curiosidades com bastante entretenimento e dicas para quem trabalha ou queira trabalhar com música.

Esse foi o ano de 2022, um marco importante para música urbana e para o BatalhaFUNK

E para você, o que mais marcou 2022? Deixe aqui nos comentários sobre a retrospectiva do funk e da musica urbana.