Projetos Sociais Musicais

Os projetos musicais e sociais têm um papel fundamental nas periferias do Brasil, pois são instituições que acolhem as pessoas que recebem pouco apoio do Estado, principalmente as crianças que muitas vezes não têm acesso a uma boa educação, formação e também alimentação. 

Os programas sociais auxiliam as pessoas em seus estudos e formações, potencializando as chances no mercado de trabalho e no convívio com a sociedade, com cursos profissionalizantes, grupos de estudos e oficinas culturais.

Um lugar recheado de sonhos, onde crianças e adultos buscam apoio que não tiveram em suas vidas, pois o que chega do Estado dependendo da região onde residem ainda é muito pouco para querer sonhar com algo grande em sua vida. Imagine você aprender uma profissão nova ou até mesmo aprender tocar um instrumento, essa é a missão dos projetos sociais, levar novas oportunidades para essas pessoas.

E manter esse sonho não é fácil, nem todo projeto consegue se manter por muito tempo, pois a maioria vive de doações, patrocínios e parcerias para sobreviver. Nota-se que os maiores projetos sociais que se mantêm firmes por mais tempo, são os projetos musicais.

Já que a música é por si só uma expressão cultural que une as pessoas. Universalmente falando, existem manifestações musicais em todas as culturas e qualquer pessoa pode fazer música, desde o simples batuque em uma mesa até o arranjo de uma grande orquestra.

Com base nisso, grandes empresas buscam na música uma forma de promover a inclusão social e o desenvolvimento físico e intelectual de pessoas de todas as idades, podendo levar o jovem em situação de vulnerabilidade social para longe da criminalidade ou funcionar como terapia para uma pessoa com deficiência intelectual, por exemplo.

Conheça a seguir alguns projetos musicais que utilizam música como ferramenta de transformação social.

Projeto Som + Eu

(Foto: Divulgação Projeto Som + Eu)

Fundado pela Associação Cultural de Amigos da Providência, o Projeto Som+Eu foi desenvolvido para promover a democratização e a ampliação da cultura. Através de aulas de educação musical para crianças e adolescentes, buscando trazer qualidade de vida e desenvolvimento cultural. Atualmente, conta com duas sedes, uma no Morro da Providência, no Rio de Janeiro, e a outra em Campos Elíseos, em Duque de Caxias (RJ). Além das sedes, o projeto oferece aulas para algumas escolas da rede pública.

Projeto Guri

(Foto: Divulgação Projeto Guri)

O Projeto Guri traz cursos de iniciação musical, luteria (construção e manutenção de instrumentos musicais), percussão, teclas, canto coral, instrumentos de cordas, sopro, para crianças e adolescentes. Conta com mais de 400 polos de ensino por todo o Estado de São Paulo, além de contribuir com polos em unidades da Fundação CASA. O projeto é considerado o maior programa sociocultural brasileiro atendendo por volta de 50 mil alunos por mês gratuitamente.

Projeto ASMB

(Foto: Divulgação  Ação Social pela Música do Brasil )

A ASMB é uma organização não governamental que surgiu através do maestro David Machado em 1994. O projeto tem a missão de levar música clássica para crianças e adolescentes que vivem em comunidades e estimular a formação de orquestras jovens. Através da educação musical, o projeto busca promover a inclusão social e a formação da cidadania desses jovens. Com 4 núcleos na cidade do Rio de Janeiro, 2 núcleos em Petrópolis e 1 núcleo em Piraí, além de 2 núcleos fora do Estado do Rio de Janeiro, localizados em João Pessoa (PB) e Ji-Paraná (RO).

Projeto Samba Para Todos

(Foto: Divulgação Samba Para Todos – Casa de Davidi)

A instituição Casa de David localizada em São Paulo, que trabalha abrigando pessoas com deficiência intelectual, física e com autismo, realiza o projeto “Samba Para Todos”. Através de aulas com instrumentos de percussão de bateria de escola de samba, o projeto promove a inclusão social, ajudando essas pessoas em seu desenvolvimento físico e cognitivo. O curso é dividido entre “Recreação Sambística”, com os alunos de maior comprometimento mental e físico, e “Ensaio Técnico”, com alunos com menor comprometimento mental e físico.

Projeto Afroraggae

(Foto: Divulgação Afroraggae)

Em 1992, o AfroReggae foi fundado no Rio de Janeiro, com a missão de reduzir as desigualdades sociais através da arte e da cultura como um instrumento de transformação social. Na área musical, o projeto oferece cursos gratuitos de percussão, violão, bateria, canto, e de instrumentos de música clássica, como, violoncelo, violino, flauta, clarinete, trombone e trompete. Além de oferecer um estúdio musical para aulas de produção musical e gravar artistas interessados.

Projeto Música Para Todos

(Foto: Divulgação Projeto – Musica Para Todos)

O projeto Musica Para Todos atende prioritariamente crianças e adolescentes de Teresina (PI) e de cidades vizinhas que cursam o ensino básico,  desde 1999. Com o objetivo de investir no potencial oferecendo cursos de bateria, contrabaixo elétrico e acústico, flauta, percussão, teclado, violão popular e erudito, violino, violoncelo e viola.

Projeto Fábrica de cultura

(Foto: Divulgação Fábrica de Cultura)

As Fábricas de Cultura têm como foco as diversas linguagens culturais. Na versão 4.0, as unidades focam em tecnologia, inovação e criatividade, com cursos de audiovisual, artes visuais, dança, circo, design, drones, games, literatura, moda, música, programação e robótica. As novas Fábricas de Cultura 4.0 terão espaço maker, coworking, bibliotech, estúdios profissionais, auditório e espaço multiuso.

Projeto Musical e Tecnológico

Esses são alguns projetos musicais que estão espalhados pelo Brasil com intuito de desenvolver os menos favorecidos através da música, se você tem um sonho de se tornar músico ou cantor e não tem condições financeiras, procure projetos próximo a sua região, pode ter certeza que vai ser de grande ajuda na sua evolução.

Inclusive a ideia da criação do aplicativo #BatalhaFUNK surgiu por identificar as dificuldades que os jovens MCs têm para compor, gravar, treinar e divulgar suas músicas amplamente, trazendo ferramentas para facilitar e auxiliar nessa jornada apenas com o celular na palma de suas mãos.

Com grande função social busca dar oportunidades a todos talentos escondidos pelo país de forma igualitária nos seus primeiros passos na música.